Apnéia do sono

A apnéia obstrutiva do sono (AOS) se caracteriza pela diminuição do tônus muscular da faringe que leva ao ronco e à parada da repiração durante o sono. Muitos são os fatores predisponenetes para o paciente desenvolver a AOS, dentre eles podemos citar: retrusão mandibular (pacientes com o queixo para trás), obesidade e aumento da idade.

O diagnostico preciso é realizado através de consulta clínica e exames complementares como a polisonografia e tomografai computadorizada. Através destes exames é possível mensurar o volume da via aérea posterior, local onde ocorre a interrupção da passage do ar e determiner o procedimento cirúrgico adequado para o caso.

O tratamento do ronco e apnéia pode ser feito de maneira efetiva através do reposicionamento das arcadas dentárias (cirurgia ortognática). Quando a arcada é reposicionada há um aumento do volume da via aérea posterior permitindo a livre passagem do ar e eliminando a condicão de ronco e apnéia.