Odontologia na terceira idade

A população de idosos no Brasil e no mundo tem crescido em ritmo acelerado. O cirurgião-dentista deve estar atento a esse fato e ampliar seus conhecimentos na área conhecida como odontogeriatria para proporcionar um tratamento correto, eficaz e com o máximo de conforto ao paciente idoso. Tudo isso porque o atendimento a esses indivíduos requer mais atenção no momento de se estabelecer o diagnóstico, bem como na execução do tratamento. Deve-se ter em mente que os idosos geralmente apresentam uma grande variação no que se refere às condições de saúde, psicológicas e sociais, além de serem portadores de várias alterações decorrentes do processo natural de envelhecimento.

Quanto mais longa é a vida média da população, mais importante se torna o conceito de qualidade de vida, e a saúde bucal tem um papel relevante nesse contexto. Saúde bucal comprometida pode afetar o nível nutricional, o bem-estar físico e mental e diminuir o prazer de uma vida social ativa. A terceira idade é formada por um grupo heterogêneo de pessoas em virtude das diferentes experiências de vida acumuladas pelo indivíduo. Existem idosos de diferentes níveis econômicos, culturais e de saúde, além de idosos com diferentes níveis de motivação quanto à manutenção da saúde bucal. Dessa forma, essas diferenças podem afetar a aceitação, a realização e o sucesso do tratamento.

O cirurgião-dentista deve atuar de forma correta, dando toda atenção, cuidados e instruções necessárias ao paciente.

E toda equipe 3Odontologia está preparada para receber da melhor forma nossos pacientes da MELHOR IDADE.